Voltar

Leitura e escrita: o que ensinar primeiro para as crianças?

Sabemos que o processo de alfabetização é composto pelas habilidades de leitura e escrita. Mas em qual ordem devemos iniciar?

Ambas as habilidades possuem diferentes níveis de complexidade, ou seja, necessitam de diferentes capacidades cognitivas, por isso, existe uma ordem para começarmos a ensinar.

Continue lendo para entender como e porquê iniciar por uma e não por outra!

O que é a Leitura?

Ao contrário do que pensam, aprender a ler não é um processo que acontece naturalmente e sem a mediação de uma outra pessoa.  

É um processo complexo que requer o ensino adequado de várias habilidades e estratégias, como conhecer a relação entre letras e sons e a consciência fonológica.

Nossos cérebros estão programados para dominar a linguagem falada, mas aprender a ler é outra história.

Aprender a ler é uma habilidade muito complexa – uma das coisas mais complexas que pedimos as nossas crianças. E para muitas crianças, esse processo pode não ser tão fácil.

Como resultado, ensinar as crianças a ler e escrever bem pode ser uma tarefa muito desafiadora.

O que é a Escrita?

Às vezes, parece que a escrita das crianças evolui naturalmente. Mas, assim como aprender a ler, aprender a escrever não é um processo natural. 

Para garantir que todos os alunos se tornem escritores qualificados, precisamos fornecer instruções sistemáticas e explícitas, combinadas com muitas oportunidades para eles escreverem e receberem feedback.

Quando as crianças começam a escrever, elas adquirem consciência espacial, aprendem a escrita (e leitura) da esquerda para a direita e escrita (e leitura) de uma linha para a outra. 

Ao contrário do processamento de texto, eles aprendem as formas das letras não apenas visualmente, mas por meio de sua memória cinestésica (muscular). 

Então, quando você combina os sons da letra com a escrita, a forma da letra e as relações sonoras tornam-se concretas e, portanto, mais acessíveis.

No entanto, escrever pode ser muito desafiador para algumas crianças. Algumas podem não gostar de pegar no lápis, outras podem escrever de forma muito legível, mas apenas escrevem letras e palavras que veem, outras ainda podem escrever a(s) mesma(s) palavra (s) indefinidamente.

Muitas dessas crianças podem apresentar atrasos em suas habilidades motoras finas e de planejamento motor (a capacidade de planejar e realizar ações motoras) e esses atrasos tornam a tarefa de escrever mais difícil.

O que devemos ensinar primeiro?

Devemos começar pelo ensino da leitura, por ser menos complexo do que a escrita, mas também porque a habilidade da escrita pressupõe habilidades de leitura.

Escrever está entre as coisas mais difíceis que os alunos aprendem na escola porque exige que eles apliquem o que aprenderam como leitores, ou seja a fonética, vocabulário e a estrutura do texto. Além de habilidades adicionais como as motoras, de planejamento, consideração do público, caligrafia e revisão, para gerar seu próprio trabalho. 

Mas assim como a instrução explícita e sequencial pode ajudar a garantir que todos os alunos aprendam a ler, o mesmo se aplica à escrita. 

Para permitir que nossos alunos escrevam bem, precisamos ajudá-los, ensinando explicitamente os componentes de uma escrita eficaz.

Atividades para estimular a leitura.

Aprender a ler é um processo de desenvolvimento que leva tempo. 

Cada criança aprende de forma diferente, por isso é importante incorporar diferentes estratégias de ensino para prender sua atenção e mantê-los interessados ​​em aprender.

Aqui estão algumas ideias práticas que você pode incorporar em sala de aula para ajudar seus alunos a se tornarem leitores independentes.

Exiba letras e palavras pela sala de aula

Exibir palavras e letras diferentes pela sala de aula incentiva os alunos a fazer perguntas sobre as palavras e aprender, mesmo sem perceber que estão aprendendo. 

Experimente rotular os objetos ao redor da sala, como janelas, portas, cadeiras e quadros brancos, ou fixar palavras como “preto”, “vermelho” e “azul” na parede, com a fonte da palavra nessa cor. As crianças aprenderão a associar as palavras aos objetos que vêem.

Mas tome cuidado com o excesso!

Crie famílias de palavras

Famílias de palavras são palavras que rimam. Ensinar os alunos sobre famílias de palavras os ajuda a ver padrões dentro de textos e os incentiva a começar a ler agrupando conjuntos de letras dentro de uma palavra.

Jogue jogos de decodificação

Depois que a criança aprender os sons que cada letra, ou grupo de letras faz, ela será capaz de começar a juntar as palavras. Aprender a decodificar é uma etapa importante para aprender, pois quanto mais os alunos decodificarem as palavras, mais rapidamente elas serão capazes de as identificar automaticamente.

Então agora, para reforçar o conteúdo, que tal assistir esse vídeo da Luciana Brites falando sobre o assunto?  É só clicar aqui embaixo!

Referências: 

Communities Engaging Autism. n.d. Reading or Writing, Which Comes First? – Communities Engaging Autism. [online] Disponível em: <https://cea4autism.org/reading-writing-comes-first/> [Acesso em 24 agosto 2021].

Lam, K., 2021. Teaching Children to Read: 7 Creative Ideas for Your Classroom | LiteracyPlanet. [online] LiteracyPlanet. Disponível em: <https://www.literacyplanet.com/blog/teaching-children-read-7-creative-ideas-classroom/> [Acesso em 24 agosto 2021].

Você também pode se interessar...

4 respostas em “Leitura e escrita: o que ensinar primeiro para as crianças?”

Sou muito grata a Neurosaber foi um divisor de águas na minha prática pedagógica. Tem contribuído muito na minha vida diária pois sou mãe tenho uma filha com diagnóstico de DI deficiência intelectual meu muito obrigada toda equipe Neurosaber !

Gostei muito do conteúdo. Estou trabalhando em ensino remoto, e angustiada porque alguns alunos ainda não conseguem ler. Gostaria de receber mais informações sobre este conteúdo, por favor. Minha turma é do segundo ano, sou aluna Proleia e Percepsom. Com muitos alunos eu consegui atingir o objetivo. Mas estes que ainda não lêem, tem me preocupado muito.

Excelente explicação. Contextualizada e de forma clara nos faz entender como devemos trabalhar com os nossos alunos. A cada dia aprendendo mais… Gratidão!…🙌🏼

Lu você é extraordinária ! Competente e muito expressiva!!!… Que belo trabalho faz com o seu marido e estão a ajudar tantos profissionais e pais… É uma aventura gigantesca que envolve muito estudo trabalho dedicação experiência cooperação amor entrega… mas que traz especialmente tanta gratificação!… Eu sou professora aposentada e a minha grande paixão foi a Leitura e Escrita, por isso adorar lecionar os 1os anos.Adoptei o método “Jean qui rit” é gestual e muito a base de fonomimica e é silábico.Como é muito alegre e contempla o movimento,

estava indicado para aquelas idades e era muito inclusivo. então as criancas, mesmo as que apresentavam algumas dificuldades aprendiam a ler depressa.Foi muito gratificante . Fui uma professora feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *