Voltar

A instrução explícita e sua importância no processo de alfabetização

De acordo com pesquisas, a instrução explícita é uma das estratégias de ensino mais eficazes. 

Alunos com dificuldades de aprendizagem, podem ser mais beneficiados com a utilização da instrução explícita, para terem um melhor desempenho no processo de alfabetização. E não somente eles, é muito mais eficaz para alunos sem dificuldades também.

Se você quer saber mais sobre isso, continue lendo este artigo. 

O que é instrução explícita?

A instrução explícita é uma forma de ensinar de forma direta e estruturada. Quando os professores usam a instrução explícita, eles tornam as aulas muito mais claras. Isso porque eles mostram às crianças como iniciar e ter sucesso em uma tarefa, e também dão às crianças muitos comentários e oportunidades de praticar.

Mas para as crianças que aprendem e pensam de maneira diferente, uma direção pouco clara ou ter muitas coisas para lembrar pode ser um obstáculo.

É aí que entra a instrução explícita. Começando pelo fato que pode ser usada com todas as idades. E pode ser ensinado com uma turma inteira, um pequeno grupo de alunos ou um aluno de cada vez.

As vantagens da Instrução Explícita

As pesquisas mostram que a Instrução Explícita no processo de alfabetização leva a um maior progresso.

Isso porque ela multiplica as oportunidades de aprendizado e treinamento durante a modelagem e a prática guiada. 

Além disso, os erros são tratados de forma diferente. Ela atribui um papel crucial ao feedback, em que todo erro deve ser corrigido imediatamente antes de continuar o processo de aprendizagem. 

Isso explica a relevância desse tipo de ensino para tarefas novas e complexas em relação aos alunos com dificuldades de aprendizagem.

As etapas da instrução Explícita 

1. Introdução

Primeiro, é necessário uma preparação do terreno para o aprendizado. Esta é a abertura e tem como objetivo envolver os alunos, chamar sua atenção e ativar seus conhecimentos prévios.

Desenvolva com base em uma lição anterior ou tenha uma compreensão do conhecimento prévio do assunto. Para mostrar aos alunos o que exatamente eles precisam aprender e o que se espera deles, você pode fornecer os objetivos da aula.

2. Apresente o material

Use instruções claras e orientadas para que os alunos possam começar a absorver o novo material. O conteúdo da lição deve ser cuidadosamente organizado passo a passo, com as etapas construídas umas sobre as outras.

3. Prática guiada

Aqui, o professor e os alunos praticam o conceito juntos. O aluno experimenta a habilidade com a ajuda do professor e de outros alunos.

A prática guiada é conduzida pelo professor. O objetivo desta etapa é orientar a prática inicial, corrigir erros, reaprender, caso seja necessário e fornecer prática suficiente para que os alunos possam trabalhar de forma independente.

É muito importante fazer boas perguntas para verificar a compreensão dos alunos.

4. Feedback e corretivos

Se os alunos não entenderem o material da lição, o professor deve corrigi-los e dar feedback. Isso também é muito importante na prática orientada, pois os alunos têm que entender tudo nessa fase.

5. Avaliação e revisão

Verifique se seus alunos sabem tudo antes de passar para um novo conceito que se baseia no que acabaram de aprender. Para isso você pode revisar e decidir se a lição precisa ou não ser retomada.

Existem muitos métodos de avaliação e revisão , então certifique-se de escolher o correto para descobrir dados que realmente significam algo. Tenha certeza de que sua avaliação diga algo sobre o processo de aprendizagem de seus alunos. 

Alguns professores perceberão que, na verdade, já estavam usando o método de ensino de instrução explícita todo esse tempo. 

Outros irão considerar esse método uma oportunidade para ensinar de forma mais eficaz, pois sabem agora que não é apenas mais uma estratégia de ensino.

A instrução explícita e sua importância no processo de alfabetização

É um mito que a instrução explícita limita os alunos de se envolverem na aprendizagem. A instrução explícita oferece aos alunos que normalmente ficam de fora dessas oportunidades as informações e as habilidades que precisam para se engajar. 

Além disso, lembre-se de que a instrução explícita não é apenas para habilidades acadêmicas básicas. Os alunos geralmente precisam de modelagem explícita e feedback sobre habilidades de ordem superior, como tomada de decisão e habilidades sociais.

E por isso a instrução explícita acaba sendo tão importante para o processo de alfabetização. Isso porque a alfabetização acontece em etapas, e a instrução explícita respeita essas etapas. 

Então, ao ensinar para o seu aluno o som de determinada letra, você só irá passar para a próxima letra depois de passar por todas as etapas da instrução explícita. Isso irá garantir um maior sucesso no processo de alfabetização. 

Quer saber mais sobre esse assunto? Então confere esse vídeo aqui embaixo: 

REFERÊNCIAS

Guilmois, C., Popa-Roch, M., Clément, C., Bissonnette, S. e Troadec, B. (2020): Effective numeracy educational interventions for students from disadvantaged social background: a comparison of two teaching methods, Educational Research and Evaluation. https://doi.org/10.1080/13803611.2020.1830119

Você também pode se interessar...

2 respostas em “A instrução explícita e sua importância no processo de alfabetização”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *