Voltar

Quais são as fases da leitura no processo de alfabetização?

É comum pensar na alfabetização como a simples habilidade de ler e escrever. Tal pensamento acontece porque pensamos que a alfabetização é simplesmente a capacidade de decodificar letras em sons e vice-versa. 

Na verdade, a alfabetização envolve competência em ler, escrever e interpretar textos de vários tipos. 

Envolve habilidade na decodificação e níveis mais elevados de compreensão e interpretação. Esses níveis mais elevados dependem do conhecimento de usos especializados da linguagem e de corpos especializados de conhecimento. 

Então enquanto a linguagem oral é aprendida independentemente de ser ensinada ou não, a alfabetização depende muito do ensino, e dentro da habilidade de leitura, temos três fases muito importantes para serem aprendidas. Continue lendo para saber mais! 

A Alfabetização 

A concepção da UNESCO acerca da alfabetização nos mostra etapas graduais, sistemáticas, que é exatamente como se entende o processo de alfabetização. 

Isso significa que, após o aluno decodificar as letras, compreenderá as palavras e por fim o texto e partindo desse conhecimento se torna apto para realizar leituras interpretativas e reflexivas. 

Nesse contexto, precisamos compreender que para chegar nesse nível existem fases que devem ser passadas uma a uma e não podem, de forma alguma, serem puladas, de modo que o conhecimento seja construído sem nenhuma lacuna. 

Levando isso em conta, podemos dizer que a alfabetização é o resultado de um processo de aquisição de habilidades específicas, aplicado, praticado e situado dentro de um contexto, sempre mesclando explicação e experimentação para que seja possível medir o nível de aprendizado do aluno considerando sua estrutura cognitiva, que engloba a percepção visual, auditiva, motora, as sensações e percepções.

 A Leitura

Como dito acima, as habilidades de leitura e escrita não se desenvolvem naturalmente, sem um planejamento cuidadoso e instrução. 

As crianças precisam de interações regulares e ativas com a língua escrita.

Essas habilidades específicas exigidas para leitura e escrita vêm de experiências imediatas com a linguagem oral e escrita. 

Experiências nesses primeiros anos de alfabetização começam a definir as suposições e expectativas sobre como se alfabetizar e a dar às crianças a motivação para trabalhar no sentido de aprender a ler e escrever.

 A partir dessas experiências, as crianças aprendem duas ferramentas muito valiosas para a sua jornada de aprendizagem: ler e escrever. 

Fases de leitura no Processo de Alfabetização

 1. Logográfica 

Inicialmente, a criança processa as palavras da mesma forma que qualquer outro objeto visual ou símbolo e os reconhece instantaneamente. 

Assim, um número limitado de palavras inteiras são identificadas por meio de suas características visuais grosseiras, como a forma ou tamanho, por exemplo seus nomes, nomes de parentes próximos, lojas, sinais comuns, como o ‘M’ para McDonald ‘s. As crianças nesta fase não estão cientes de que letras e combinações de letras representam sons específicos.

2.Alfabética

Nesta fase, a criança precisa representar visualmente as palavras em um formato diferente de outros objetos ou símbolos e o conceito de relação letra / som desenvolve. 

A criança adquire um conhecimento explícito dos fonemas, seus correspondências com letras e como mesclar esses sons em palavras. 

Aqui, os pequenos leitores começam a decodificar palavras desconhecidas (e até sem sentido). Esse estágio alfabético caracteriza-se pelas relações que se fortalecem entre o texto e a fala, com o desenvolvimento da rota fonológica. 

3. Ortográfica

Este estágio é alcançado quando os leitores não precisam pronunciar palavras em um regularmente, mas pode reconhecer um grande número de palavras automaticamente e acessar instantaneamente seu significado, combinando-os com um léxico interno que eles acumularam nos estágios anteriores.

Exposição repetida às mesmas palavras permite que a criança armazene sequências de grafemas de palavras inteiras em um léxico ortográfico. 

É preciso dizer que nem todos os leitores passarão por todas essas fases. Por exemplo, disléxicos muitas vezes ficam presos no estágio alfabético, ou nunca o dominam e se movem para o ortográfico). O quão cedo uma criança desenvolve a alfabetização pode variar e pode ser afetada por fatores como dificuldades de aprendizagem, visão, audição ou fala. 

É importante observar os sinais de que seu filho não está entendendo alguns dos conceitos básicos acima, para ter certeza de que receberá a ajuda de que precisa para se desenvolver. 

Depois de ler sobre esses detalhes do sobre a Alfabetização, podemos ver que esse processo não se resume apenas ao ato de ler e escrever, não é mesmo? 

Você também pode se interessar...

3 respostas em “Quais são as fases da leitura no processo de alfabetização?”

A Alfabetização é algo extraordinário,há muitas coisas ainda que devemos aprender para podermos repassar para nossos alunos. Amo seus artigos, espero um dia poder ter tal conhecimento para escrever um. Ansiosa para começar o curso percepsom. Beijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *